OH TIA DÁ BOLINHO !

10:00:00

  Confesso que nunca liguei muito ao halloween, nunca me quis mascarar ou algo de género. Na minha altura bom bom era o dia 1 de Novembro. Feriado e dia de ir ao bolinho.
 
  Na escola combinávamos as horas e as casa que íamos primeiro porque davam coisas melhores. Ou eram chocolates maiores, ou eram mais rebuçados. Até havia uma casa que dava moedas. O grupo não podia ser muito grande se não davam menos. E também não podíamos ir muito próximo dos outros grupos. Tínhamos as nossas estratégias, já éramos manhosos com aquela idade. O meu saco, igual todos os anos, era feito de pano. Mas havia quem levava mochilas ou sacos de plástico.
  As casa que gostávamos menos eram aquelas que davam bolinhos, ou nozes. Credo nunca percebi porque davam aquilo às crianças. Ficam para a minha mãe.

  Sei que nunca gostei de me mexer muito mas naquele dia não me importava de correr e passar horas a andar para trás e para a frente, subir e descer escadas e gritar bem alto "OH TIA DÁ BOLINHO!!"

  Depois de correr a aldeia toda, já ter comido mais doces do que até então no ano todo e já não poder com os sacos carregados de açúcar, chegava a hora de ir para casa, despejar tudo em cima da mesa e contar, separar por cores, por sabores. por tamanhos. Enfim para além de comer também serviam para brincar todos aqueles doces. Os meus preferidos eram os pais natais de chocolate. Por incrível que pareça só havia uma casa que dava. Era sempre aquele que eu guardava e comia lentamente para saborear até ao fim.

  Hoje já não se vê as crianças a sair de casa, a correr, a gritar. Ai se elas soubessem como é bom.

  É das melhores recordações de infância que tenho.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook